• Thyrso Guilarducci

Sinalização de Trânsito nos USA

Updated: Aug 11

Conheça um pouco da sinalização de trânsito nos Estados Unidos

A exemplo das publicações que já fiz sobre as sinalizações de trânsito no Brasil e no Canadá, prossigo agora um pouco das principais nos Estados Unidos.


Post # 3


As publicações anteriores desta série podem ser acessadas pelo links abaixo:


Post 1 https://www.safethy.com.br/post/sinaliza%C3%A7%C3%A3o-de-tr%C3%A2nsito-nos-usa


Post 2

https://www.safethy.com.br/post/sinaliza%C3%A7%C3%A3o-de-tr%C3%A2nsito-nos-usa-1

Foto: Rodovia A-1 trecho Fairbanks para Anchorage - Alaska / crédito Pixabay


Se você está ou pretende dirigir nos Estados Unidos, é importante conhecer a sinalização local para evitar algum acidente, multas e problemas com a Lei.


Embora a sinalização de trânsito seja na maioria dos países no mundo todo uma convenção internacional dos símbolos, na verdade não é bem assim.


Começando pela placa de estacionamento proibido, no Brasil é a letra E com o traço diagonal em vermelho. Nos Estados Unidos a placa é do mesmo formato e cores porém a letra é P que significa Parking, ou em português Estacionamento. O Brasil utilizou a letra P também há muitos anos, porém com o atual código de Trânsito Brasileiro vigente desde 1998, a letra P foi mudada para E.


Antes de comentar algumas das muitas sinalizações, é importante saber que mesmo os nativos e residentes há muito tempo têm dificuldades com algumas sinalizações que mudam de Estado para Estado. Os DMV Estaduais criam símbolos próprios e às vezes estranhos para quem não é do próprio local.


O Estado da Califórnia é reconhecidamente o mais rigoroso em regras e fiscalização, sendo famoso e que rendeu até séries de TV com o nome CHIPS (California Highway Patrol) e atualmente muitos motoristas de carretas de outros estados chamam a Califórnia como "República Comunista da Califórnia" devido ao excesso de rigor como controle de velocidade e restrições à circulação de caminhões nas cidades e estradas locais.


Para começar, repito a mesma dica que mencionei nos posts sobre o Canadá. Evite dirigir nos Estados Unidos usando a CNH brasileira, mesmo que as locadoras de veículos aceitam, isso é um risco jurídico no caso de algum incidente ou acidente ou mesmo numa abordagem policial. Pode-se até alugar com a CNH do Brasil mas tenha consigo a PID-Permissão Internacional para Dirigir que é um documento oficial e internacional com diversos idiomas e aceito na grande maioria dos países do mundo.


Esse documento é como um espelho da própria CNH e mantém as categorias habilitadas assim como o vencimento. O importante é que por ser impressa também em inglês e adotada oficialmente pelos Estados Unidos é uma salvaguarda de encrencas que podem custar muito caro com advogados, tradutores etc.


Para obter a PID basta acessar o portal do DETRAN local ou pessoalmente conforme cada Estado. O modelo é igual por ser amparado pelo DENATRAN. O custo gira em torno de R$ 280,00


Vamos à terceira etapa de sinalizações


A sinalização desta publicação merece uma abordagem excepcional:




Provavelmente você não vai encontrar uma sinalização de trânsito assim, mas como no Brasil, não há placas de trânsito nesse sentido, mas a Lei é muito clara e proíbe o uso de celulares e equipamentos diversos enquanto dirige veículos.


No Brasil as infrações são divididas em duas categorias: usar o celular segurando o aparelho e com isso mantendo apenas uma mão ao volante e a mais grave que é classificada como gravíssima, manusear o celular ao dirigir.


Nos Estados Unidos a Legislação é diferente do Brasil quanto às penalidades, mas são igualmente proibitivas quanto ao uso de celular ao volante. Cada Estado Norte Americano possui sua própria legislação, mas todos são unânimes quanto a proibição. O rigor desse entendimento de que os riscos de acidentes são muito elevados levam as autoridades a adotarem medidas radicais, como em alguns Estados cujas penalidades são extremamente graves.


Vejamos um exemplo no Estado do Alaska:




No Estado do Alaska, se for flagrado usando um celular enquanto dirige a multa é de US$ 10 mil. Pelo câmbio atual, estamos falando de algo próximo de R$ 55 mil por uma simples multa de trânsito.


Seria mesmo simples?




No entendimento do Governo do Alaska, não é coisa simples.

Tanto que devido à pressão da comunidade e pelo histórico de acidentes, a Lei endureceu e assim determinou que além do valor extremo, pode levar o infrator a um ano de prisão por crime de trânsito.


No caso de envolvimento em acidente que fique provado que o motorista usava celular, a pena é considerada nível A no código Penal Americano e prevê pena de 20 anos de prisão e ainda uma multa de US$ 250 mil.


Com valores menos elevados mas também pesados, o Estado do Oregon aplica uma multa de US$ 1 mil em casos semelhantes sem prejuízo às ações penais decorrentes.


Além das questões financeiras e penais, as infrações são pontuadas no prontuário dos motoristas que podem ter a habilitação suspensa ou cassada além da elevação do custo do seguro que é obrigatório nos Estados Unidos. Para se ter uma ideia, uma apólice de seguro contra terceiros de um automóvel básico pode custar 900 Dólares, porém com a pontuação perto do limite esse valor pode duplicar.

DISTRAÇÕES PODEM SER FATAIS AO VOLANTE


Devemos entender de vez que somos pessoas sem a capacidade extra humana de dar conta de dirigir e usar um celular ao mesmo tempo. Pior ainda quando manuseamos para enviar mensagens ou imagens, vídeos etc.

Nem uma coisa nem outra sairão de acordo e isso pode significar um acidente grave, além das penalidades com multas, crimes de trânsito e até prisão.


Diversos estudos acadêmicos no mundo já comprovaram que a capacidade cognitiva não abrange ambas as coisas. Ou dirige ou fala ou manuseia um celular.



Particularmente acho o Alaska uma região maravilhosa e única com suas paisagens de tirar o fôlego, mas lembre-se do rigor das Leis daquele Estado e aplique em qualquer local do mundo onde dirigir seu veículo.


Deixe o celular desligado, pois mesmo no viva voz ele pode desviar seu foco ao dirigir. Embora não seja ilegal, é irracional!


Agradeço pela leitura e reflexões.


Como é habitual, à cada publicação eu insiro alguma mensagem enviada gentilmente pela minha rede de relacionamentos e desta vez agradeço à Daniela Gusmão, arquiteta na cidade de Nova Lima, MG pela sua contribuição.


Thyrso Guilarducci





17 views0 comments

Recent Posts

See All