• Thyrso Guilarducci

O temperamento no modo de ser

Updated: May 23

Humildade


Olá amigos


Bem-vindos!


É muito provável que algumas pessoas associem a humildade com uma condição humana menos favorecida financeiramente. Na verdade não exatamente. A humildade é uma irmã da modéstia, diferente de pobreza ou riqueza.


De acordo com o Dicionário Michaelis, a modéstia compreende as seguintes qualidades:


1 Ausência de vaidade na apreciação de si mesmo; humildade, simplicidade.


2 Ausência de luxo ou de ostentação; simplicidade.


3 Parcimônia ou moderação diante das circunstâncias, dos deveres etc.; sobriedade.


4 Qualidade do que está de acordo com os padrões éticos e morais da sociedade; compostura, decência, pudor.


Alguns políticos, estrelas no futebol, da vida artística e em carreiras de sucesso, normalmente se desviam dessas qualidades. Muito possivelmente levados pela repentina fama e fortunas perdem-se na autoafirmação dos valores fundamentais.


Não carregar vaidade e demais características contrárias desmedidamente tornam as pessoas mais lúcidas e seguras de si, ainda que não sejam afortunadas com poderes financeiros. Obviamente não estou sugerindo que a riqueza é inimiga da humildade. Pessoas pobres e arrogantes e milionários humildes não são poucos na sociedade.


Diante desses predicados, é importante uma reflexão de seu estilo de vida para com a sua atuação no trânsito quanto aos aspectos da segurança!


Não é difícil associar a prepotência de alguns seres com poder econômico avantajado e que nas rodovias, por exemplo, acham-se senhores proprietários exclusivos. Seus veículos possuem elevadas potências e chegam facilmente à traseira de um carro clássico 1.0 que já foi chamado de popular e que não desenvolve velocidade expressiva numa ultrapassagem.


O “todo poderoso” aproxima-se com seus faróis piscando insistentemente para o modesto e humilde 1.0 sair da frente porque ele quer passar e tem de ser já!


Isso causa um estresse no condutor do 1.0 que está acuado entre uma carreta que sobe um aclive pouca coisa a menos que ele e por isso a ultrapassagem é lenta. Mas o magnata insiste nos faróis, buzina e pressiona perigosamente porque ele é o "Todo Poderoso".


Não há como não lembrar do Pateta do desenho animado quase centenário!


Voltando à ultrapassagem do 1.0, Apenas 2 metros separam ambos! Depois desse terrorismo, o 1.0 sai para a direita e o bólido com motorzão 8.5 passa furiosamente acelerando ao máximo seu automático e olha com desprezo o motorista do 1.0 nervoso com tantas ameaças.


Já passou por isso ou assistiu a isso?


Algum comentário? Deixo para sua reflexão! Mesmo que seja você, o Todo Poderoso!


É tempo de rever seus valores e conduta no trânsito! É comum de se ver motoristas conduzindo veículos de alto valor aquisitivo cometendo infrações e desdenhando um Agente de Trânsito como se esse profissional fosse inferior à casta na qual o imergiu em poderes. Os Agentes de Trânsito dedicaram-se à causa na qual trabalham, sob sol, chuva, calor ou frio e sob pressões de muitos condutores que os classificam como malditos fazedores de multas. Expressões como "só sabem multar..." são comuns nessa gama de pessoas cuja humildade ausente de seus caráteres não deixa claro que são apenas infratores, pessoas que não respeitam as Leis e provavelmente assim agem com seus negócios e relações sociais.


É bom esclarecer que um Agente de Trânsito não possui poder discricionário. Isso significa que ele deve aplicar o rigor da Lei na íntegra dos detalhes da competência. Poderá ser punido se assim não agir. Ele não pode usar de bom senso porque uma pessoa atraente e sorridente lhe dirigiu palavras doces pedindo desculpas por haver ultrapassado um semáforo vermelho assim como não pode autuar um veículo cuja infração não a tenha constatado pessoalmente e não por denúncia.


As responsabilidades de um Agente de Trânsito incluem extensos cursos de capacitação e conhecimento do CTB Código de Trânsito Brasileiro, do CONTRAN e suas Resoluções e o Guia Mestre de seus trabalhos que é o MBFT - Manual Brasileiro de Fiscalização do Trânsito do CONTRAN no qual constam todos os enquadramentos para autuações por infrações de trânsito.


Lembre-se também que os Agentes de Trânsito atuam nas tarefas árduas como organizar o trânsito devido alguma obra ou acidente, ajudar na remoção de veículo avariado, prestar informações e orientações aos condutores etc.


A humildade na atitude de um infrator valerá como instrumento reflexivo pelo erro, procurando aceitar sua conduta que originou a autuação. Se entender como injusta, basta recorrer em sua defesa pelos canais competentes, atualmente em algumas cidades até pela internet devido a pandemia.


Historicamente Ghandi e Madre Teresa foram ícones da humildade em suas respectivas atuações sociais.


Imagem: Tributo a Madre Teresa e Ghandi no Chelsea Square Market na cidade de New York pelo artista de rua o brasileiro Eduardo Kobra em mural no estilo technicolor padrão arlequim.


Quando me matriculei no Curso Superior de Segurança no Trânsito conheci um dos professores da Universidade que me disse ser esse curso um X-Tudo de temas e assuntos muito cativantes e que haveria espaço para Ghandi ser protagonista. Não entendi muito mas...Aí está o referido!


Obrigado pela leitura


Thyrso Guilarducci

6 views0 comments

Recent Posts

See All