• Thyrso Guilarducci

O temperamento no modo de ser

Updated: Apr 18

Como as posturas comportamentais contribuem para a paz no trânsito


Bem-vindo!


Por mais árdua que seja essa postura, manter a paz é preservar a vida; tanto a sua como dos demais atores no trânsito e na sociedade.


Brigas fúteis, gestos agressivos e obscenos, acelerar o veículo brutalmente ou frear violentamente assustando aos demais, principalmente pedestres, são atitudes contrárias à paz e também ilegais.


Mesmo ao ser fechado por uma pessoa inconsequente, sem perícia ou maldosa, lembre-se de que entrar nesse jogo só vai inflamar o ambiente ainda mais.


Ignorar e evitar assimilar as provocações é estimular a paz. Conviva em paz no trânsito, no ambiente social, com as Leis e com a sua vida! Sua saúde física e mental agradecerá, tenha certeza.


Se você interpretou esse preâmbulo como páginas de livros de auto ajuda ou de temas religiosos do Tibet, posso dizer que não sou hábil em nenhuma das opções, portanto não ousaria me adentrar no campo ao qual não possuo as doutrinas.


Coloco aqui um resíduo do (bom) senso comum que uma sociedade anseia, porém poucos praticam efetivamente. Se de fato, desejamos reduzir a agressividade ao dirigir, seja uma bicicleta ou um enorme bi trem, ou ainda não dirigir, mas caminhar em paz, a receita para esse resultado está inserida numa coleção de atributos comportamentais e dentre elas, a Paz!


Viver em paz é um estado de espírito que está em constante atenção aos mínimos detalhes nas atitudes diárias consigo mesmo, com seus próximos e com pessoas desconhecidas. Não confundir com estilo permissivo, aceitar passivamente tudo. Muitas respostas negativas podem ser proferidas sem que a paz seja corrompida.


Comandantes de aeronaves são treinados no CRM* para que a paz seja estabelecida em voo, seja qual for a situação. Isso favorece por exemplo, uma locução aos passageiros numa situação de emergência de modo a que todos sintam-se seguros pela proficiência técnica, mas melhor que isso, pela energia e calma que o comandante orienta a tripulação e aos passageiros para os procedimentos. O CRM* é aplicado principalmente entre os dois pilotos que dividem técnica e harmoniosamente as tarefas de rotina ou emergenciais quando for o caso.


(*) CRM Crew Resource Management. Em tradução e adaptação livre: Procedimentos de Gerenciamento de Tripulação. Uma ferramenta de gestão que foi instituída nas empresas de aviação após as investigações de acidentes determinarem que a causa principal estava no conflito entre as ações que deveriam ser tomadas pelos pilotos em situações de rotinas ou em casos de emergências. Com esse recurso a tripulação segue um rito previamente determinado e a hierarquia e harmonia são preservadas em nome da segurança.


Na imagem abaixo um modelo do CRM aplicado na aviação.


Imagem estrutura CRM (pelo autor)


Esse mesmo estilo de uma saudável sinergia, de modo geral, são usadas pelos líderes religiosos visando que seus fieis assimilem a energia sugerida a partir das crenças e valores nos sermões ou palestras equivalentes.


Mas, e no trânsito quando um piloto de motocicleta "esqueceu" seu pé direito na altura do retrovisor de seu carro? Já sei, você prontamente traduziu isso como " Aquele (...) de cachorro louco arrancou meu espelho e deu no pé...".


É hora de respirar, prestar atenção no trânsito à sua volta e se for o caso, estacionar o veículo até que a emoção e ira se contenham. Mas fica assim, ele bate, quebra, xinga e some? Infelizmente sim! Não vem ao caso se você fechou a passagem dele ou não, use o bom senso.




Primeiro, um condutor de moto num trânsito congestionado some de sua vista pelos corredores. Você jamais vai alcançá-lo de carro. Segundo, supondo que ele se detenha por algum motivo e você o alcance, ao descer de seu carro para discutir, um grupo de apoiadores do motociclista vai cercar seu carro e até você mesmo ameaçando sua integridade, física e moral.


Aceitar isso passivamente? A resposta é possuir um sangue frio suficiente para uma avaliação 360, ou seja. Deixar o fato para lá, comprar outro espelho e "Vida que Segue". A melhor resposta. Mas se você se sentir humilhado, prejudicado, revoltado, o caminho é a Lei. Se você conseguiu anotar a placa da moto (o que é muito raro conseguir), faça um BO Boletim de Ocorrência e tente depois as vias legais. Eu imagino que ao chegar nessa fase você tenha desistido pela demanda de tempo e desgaste por tão pouco. Ainda assim, é seu direito.


Dentro desse quadro, não pretendo demonizar o motociclista, sim, aqueles que são a maioria e, como há pessoas com atitudes à desejar, sejam condutoras ou não de veículos, refiro-me à uma hipotética situação corriqueira no trânsito das grandes cidades.


A bem da razão, poderia ser um motorista ao celular enquanto dirige e pela irresponsabilidade, colidir lateralmente com um motociclista e no acidente feri-lo gravemente e ao perceber que ninguém o viu, evadir-se do local pouco se importando com a vítima.


Finalizo com a dica valiosa passada por experts em comportamento humano em manter seu temperamento ameno, sem propensões de agressividade. O trânsito está lá, aqui, em qualquer lugar onde haja intensidade existe um potencial gerador de conflitos.


Para quem imagina que só no Brasil isso é fato, testemunhei um episódio patético com gritaria, ameaças, bastão de baseball quebrando o carro do outro, xingamentos e agressões violentas quando um deles pegou uma arma e atirou para alvejar o oponente. Felizmente o outro pulou logo para trás de seu veículo ao ver a arma e logo chegou a polícia que enquadrou ambos e não sei o que resultou. Tudo isso por causa de uma fechada no trânsito. Eu estava bem atrás deles na Rodovia I-980


Não sei o que o Xerife ou Agente Policial de Oakland na Califórnia resolveu, mas ambos saíram algemados e seus veículos removidos.


A Paz é uma das muitas virtudes que ajudam na performance de um trânsito mais seguro. Viva em Paz!



Rosalin, essa simpática e comunicativa motorista de ônibus urbano em Memphis, no Tennessee, Estados Unidos dirige na linha Aeroporto / Hospitais. Uma espécie de linha circular da MATA Memphis Area Transit Authority. Essa linha percorre praticamente toda a cidade de Memphis e passa por todos os principais hospitais da cidade. Ao se aproximar de cada hospital ela anuncia pelo microfone qual é o hospital. Chegando no local, ela desce, acompanha pacientes que necessitam de ajuda pra embarque e desembarque, aciona o mecanismo de cadeirantes e sempre sorrindo, amistosa, repete essa função com seus colegas anos a fio.


Indaguei a ela se esse trabalho não é exaustivo, ela prontamente me disse que a alegria de ajudar as pessoas compensa muito qualquer cansaço e acima de tudo ela é uma profissional. Observe a expressão e a elegância que ela tem! Um exemplo digno de aplausos.


Imagem: Rosalin, motorista de ônibus urbano em Memphis, USA por Thyrso



Obrigado pela leitura


Thyrso Guilarducci


24 views0 comments

Recent Posts

See All