• Thyrso Guilarducci

Mestres em Comando

Updated: Apr 30

Comportamentos e Responsabilidades - 2




Olá!



Neste segundo post vamos refletir, analisar, sugerir, discordar, mas que ao final sejam acrescentadas informações para uma atitude mais preventiva no modo de dirigir veículos ou como pedestres e assim reduzir as taxas dos Acidentes no Trânsito, os feridos, os óbitos e os grandes prejuízos socioeconômicos.



Os comportamentos sociais dizem muito sobre a personalidade e temperamento de um motorista e também dos pedestres, uma vez que ambos fazem todos parte como atuantes na mobilidade urbana. Incluem-se ainda as autoridades que direta ou indiretamente administram as questões do trânsito em cada ponto do país.





Tomemos por exemplo a responsabilidade.


Um requisito fundamental, legal e socialmente inerente ao desempenho das funções. Isso é básico pois a vida de muitas pessoas à sua volta, incluindo você, o motorista, estão sob os resultados de suas atitudes assim como aos dos pedestres que devem respeitar as regras de trânsito visando às próprias seguranças.





Um acontecimento de acidente pode significar perdas: vidas, feridos, qualidade de vida, impactos psicológicos devido aos traumas, famílias abaladas moral e financeiramente pela incapacidade da liderança familiar prover recursos nos mesmos padrões de até então, danos materiais e prejuízos financeiros individuais e à sociedade como um todo. Os dados apontados pelo IPEA são alarmantes:


"O país perdeu 479.857 vidas no trânsito entre 2007 e 2018. O custo desses acidentes chegou a R$ 1,584 trilhão, segundo o estudo Impactos Socioeconômicos dos acidentes de transporte no Brasil, divulgado nesta terça-feira (22/09/2020) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). A análise, feita em parceria com a Comissão Econômica para a América Latina e Caribe (Cepal), utiliza dados de mortalidade do Datasus, do Ministério da Saúde – que inclui internações e reembolso de gastos – e aplica o Valor Estatístico da Vida (VEV), estimado em R$ 2,26 milhões a valores de dezembro de 2018."

Fonte: portal do IPEA: https://www.ipea.gov.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=36658&Itemid=8#:~:text=O%20pa%C3%ADs%20perdeu%20479.857%20vidas,Pesquisa%20Econ%C3%B4mica%20Aplicada%20(Ipea).



Não conte com a sorte . Dirigir não é um jogo para apostas. Siga sempre as regras de trânsito e as recomendações das capacidades técnicas do veículo, tais como limites de velocidade, de peso, arrumação das cargas, jornada de trabalho, dirigir muito tempo sem intervalo para descanso, entre muitos outros fatores que levam ao acidente.



Nunca perca a concentração e o foco ao dirigir.

As distrações podem ser fatais!



Existe uma Comunidade no trânsito, não apenas com as pessoas dirigindo veículos próximos de você! Imagine que na média 4 pessoas vivem em família e se dois veículos estiverem ao seu lado mais um na frente e outro atrás, contando você, seriam 20 pessoas que formam uma comunidade. Se ocorrer um acidente com múltiplas colisões, muitas pessoas perderão seus maiores valores, a vida e de seus entes queridos.



Dirigir preventivamente é antever as possibilidades e atuar antes do que uma situação de incidente ou acidente possa acontecer!



Um clássico exemplo é de uma criança brincando

no passeio e em dado momento uma bola pula subitamente para a calçada e o meio fio.


A possibilidade da

criança ir buscar a bola é instintiva, talvez a bola alcance o leito da via e a criança poderia avançar sem se preocupar com o trânsito.



Dirigindo atentamente, o motorista percebe o cenário e já reduz a sua velocidade para uma possível parada caso a criança de fato avance para a via. Se o motorista estiver distraído, enxergando "sem ver", o risco de um atropelamento é alto. Mesmo que não atropele, mas estando distraído, ao se dar conta do risco, freia violentamente o veículo e o outro veículo de trás colide à sua traseira.



Nesse dinâmica, poderia até arremessar o veículo que sofreu o impacto para a frente e num ato consecutivo atropelar uma pessoa, invadir algum espaço ou objeto ou pior, diversas pessoas numa calçada ou passeio.



Pontos Relevantes



Separei 19 argumentos interessantes que pontuam as principais preocupações para uma Direção Preventiva. Esses dados são comuns nas principais organizações de treinamentos e ensinos na América do Norte incluindo os DMV* que são os DETRAN dos Estados Unidos e no Canadá.

(*) Department of Motor Vehicles


Embora nos Estados Unidos cada Estado possui relativa autonomia, seguem as bases Federais de Washington DC na maioria das Leis mais importantes. Isso ocorre nos 50 Estados americanos e também nas 13 Províncias e Territórios canadenses que exercem independência mas acatam as bases estruturais de Ottawa.



Logicamente e não poderia ser diferente, as regras brasileiras que são difundidas desde os DETRANs como os organismos independentes que se dedicam na nobre causa da redução dos acidentes, como alguns deles:



  • ONSV - Observatório Nacional de Segurança Viária - Indaiatuba, SP onde nasceu o "Maio Amarelo" e muitas outros projetos de segurança no trânsito.

  • ABRAMET Associação Brasileira de Medicina de Tráfego - São Paulo, SP

  • SEST / SENAT Instituição credenciada pelo DENATRAN - Brasília, DF

  • Portal do Trânsito e Mobilidade com excelentes abordagens pelo Celso Mariano e a Mariana Czerwonka, muito competentes jornalistas com ênfase nas questões de Trânsito - Curitiba, PR

  • Leg Trânsito do Ronaldo Cardoso e a Fabiana que muito contribuem para facilitar o aprendizado e expandir as questões de segurança no trânsito através de vídeos bem elaborados - Manhuaçu, MG


Evidentemente que muitas outras importantes fontes de informações e dedicação nessa causa figuram principalmente no ambiente virtual à disposição do público.


No próximo post vou iniciar os comentários desses argumentos. Muito obrigado por fortalecer esse Blog nos caminhos da Segurança no Trânsito.



Um forte abraço

Thyrso Guilarducci






7 views0 comments

Recent Posts

See All