• Thyrso Guilarducci

Balanceamento da Carga

A fundamental importância do equilíbrio da carga nos caminhões e carretas!



Já fiz diversos comentários no Blog sobre a importância da correta distribuição do peso nos veículos de carga.


A imagem do avião empinado demonstra que qualquer veículo de carga deve ser balanceado para evitar um acidente.


No caso da foto foi recente em 27/10/2021 no Aeroporto de Incheon na Coréia do Sul, a aeronave, um Jumbo 747 cargueiro foi carregada ou descarregada sem controle da concentração do peso em uma só área. No caso, possivelmente a carga foi removida da parte dianteira e o peso desproporcional na traseira tirou a estabilidade da aeronave mesmo estando estacionada e projetou-se contra o solo.


Esse exemplo serve para entender como essa dinâmica atua. Se parado ele se acidentou, imagine uma carreta ou caminhão com peso maior em um dos lados e em trânsito. Ao fazer uma curva para o lado contrário tenderá a tombar muito mais facilmente.



OLHO VIVO NA CARGA EMBARCADA


O tombamento não manda aviso. É muito rápido e ocasiona um sinistro de altas consequências!


UM PARALELO COM A PANDEMIA, OS AVIÕES E OS CAMINHÕES


Devido os protocolos sanitários internacionais nos voos comerciais, o embarque e principalmente o desembarque deve ser assegurado o distanciamento social evitando aglomerações.


Assim, os passageiros são embarcados por grupos e tomam seus assentos estrategicamente posicionados de modo a evitar que ocupem uma grande quantidade de pessoas só na parte traseira.


Ao chegar no destino os cuidados no desembarque prevê que se alternem um bloco de fileiras, por exemplo das poltronas de 1 até 4 e depois das fileiras 30 a 35, na sequência da 5 a 9 e da 25 a 29 e assim por diante.


O motivo desse padrão está em evitar que desçam todos os passageiros sentados à frente. Se desembarcarem todos até a metade e o restante sentados do meio aos fundos, a aeronave provavelmente perderá a estabilidade e colidirá a traseira contra o solo provocando um enorme transtorno e prejuízos, além de possíveis vítimas pessoais, embora de pequenas lesões.


AVIAÇÃO É REFERÊNCIA EM ALTO GRAU DE SEGURANÇA, PORÉM...



Sim, os sinistros acontecem, porque em determinadas circunstâncias uma sucessão de falhas não foram evitadas.



Passageiros e cargas devem ser embarcados e desembarcados seguindo critérios para que não ocorra a desestabilização da aeronave. Mesmo parada, freios acionados e motores não funcionando, pode afundar a traseira contra o pátio de estacionamento e isso não é nem um pouco barato para revisar, mesmo que aparentemente nada tenha ocorrido. Testes estruturais demandam tempo e muito, muito dinheiro envolvido.



O PERFEITO EQUILÍBRIO LONGITUDINAL E LATERAL NOS VEÍCULOS PESADOS


De modo geral, a preocupação maior está nos caminhões e carretas porque nos ônibus mesmo que os passageiros concentrem-se mais à frente ou à traseira, os efeitos não serão de elevados índices. Isso é natural porque não se empilham passageiros.


Já os veículos de carga, é muito fácil um descuido e posicionar cargas em excesso na frente ou na traseira. As consequências desse desarranjo poderão resultar desde multas nas balanças da estrada e o mais grave, alterar o comportamento do veículo em marcha possibilitando um tombamento.


Sobre essa questão já publiquei diversos posts que podem ser vistos pelos links abaixo:


  • https://www.safethy.com.br/post/balanceamento-de-cargas


  • https://www.safethy.com.br/post/pesados-seguros


  • https://www.safethy.com.br/post/workshop-para-grupo-diversificado-parte-xiv


Para executar um carregamento de caminhão ou carreta de modo tecnicamente perfeito, é necessário que a operação seja feita por pessoas que conheçam o veículo, saibam as configurações nas combinações de dois ou três veículos (tocos, trucks, carretas, bi trens) principalmente quando se tratar de carga não padrão.



AUMENTOS DOS RISCOS



Se um caminhão ou carreta em condições normais já exige muitos cuidados para evitar desequilíbrios, a situação se agrava com os artifícios ilegais em alterar a suspensão do veículo. Normalmente uma "onda" entre caminhoneiros que querem ostentar uma insanidade.


Esses veículos assim modificados, além de contrariar a Resolução 479/14 do CONTRAN, são mais fáceis de tombar pela elevação do CG Centro de Gravidade. Uma vaidade que afronta a segurança dos mesmos e de terceiros que podem ser afetados.


Agradeço pela leitura e em especial ao Régis Meyer Lopes, Instrutor de Trânsito Teórico / Prático no CFC Canoense de Canoas, RS pela gentil mensagem sobre a Segurança no Trânsito enviada e publicada logo abaixo.


Forte abraço




Thyrso Guilarducci




21 views1 comment

Recent Posts

See All