• Thyrso Guilarducci

Spy x Spy

Tirinhas da Revista MAD remetem-nos à realidade brasileira

cinemarapadura.com.br


Uma notícia interessante sobre a tecnologia a favor da segurança no trânsito foi divulgada pelos italianos recentemente pois adotaram uma Lei que obriga aos fabricantes e importadores de carros novos a partir de julho que estejam equipados com o dispositivo de controle da velocidade máxima.


Trata-se do sistema ISA Intelligent Speed Assistance, um assistente de velocidade inteligente que não permite que o veículo seja acelerado além da velocidade limite para o local e horário.


O que há em comum essa notícia com a revista Mad ou os personagens do Spy X Spy?


Antes da conexão explicativa, a decisão dos italianos nos remeteria à ficção científica não fossem os enormes avanços na tecnologia de ponta que permite até mesmo automóveis e carretas transitarem sem motorista.


Um clássico exemplo foi a carreta que atravessou os Estados Unidos de costa a costa, cerca de 4.500 km sem longas paradas e chegou ao destino sem nenhum transtorno. O motorista a bordo foi apenas um observador.


A Itália está dizendo um basta para a grande quantidade de multas que a coloca nos primeiros lugares no rank de imprudências no trânsito e essa medida certamente ajudará muito compulsoriamente os motoristas até mesmo desistirem de comprar máquinas poderosas que desenvolvem 300 km/h facilmente.


Fico imaginando quando o Brasil adotar algo parecido. Já posso ver a seguinte cena:


Entro num vagão de metrô ou trem urbano aqui em São Paulo e assim que as portas se fechem, o vendedor ambulante com uma mochila inicia seu discurso.


“Bom dia, desculpe atrapalhar sua viagem, não é essa a minha intenção. Hoje aqui no Shopping Metrô (ou Shopping Trem) trago uma grande novidade. Não deixe seu carrão engasgado e solte a força de seu possante, de sua moto para arrepiar a 100, 120 km/g sem medo de ser feliz.


Esse novo aparelho destrava o limitador na hora, basta espetar no painel e ligar que ele faz tudo pra você. Lá fora as lojas estão cobrando de 300 a 500, aqui no shopping metrô apenas 50. Aceito PIX, Cartão de débito, de crédito, troco 100, não deixe seu carro sua moto ficar doente. Eu tenho o remédio. Quem mais vai querer? A moça de verde ali já comprou um. O senhor quer um? Que cor prefere?”



Crédito: O Globo (imagem meramente ilustrativa)


É impressionante como isso tudo pode se tornar uma realidade através dos hackers que produzem “chupa cabras”, chipam módulos de caminhões e carros para mudar componentes eletrônicos que modificam quilometragem, aumentam a potência, mesmo que isso danifique o motor ou câmbio, enfim, a guerra fria brasileira do bem contra o mal e lembrando as tiras do Spy x Spy que eram encartadas na revista Mad.


Os espiões sempre se faziam de amistosos porém cada qual ocultava uma maldade contra o adversário e a Grey Spy é que tirava vantagem dos dois usando a sua astúcia sedutora. O Spy do bem seria a representação dos organismos de trânsito e entidades que defendem a segurança no trânsito e o outro Spy a ousadia do ilícito e de altos riscos principalmente os proprietários e motoristas.


DeviantArt


A madame Grey seriam os camelôs e hackers envolvidos nessa sinistra operação.



cinemarapadura.com.br


Seja como for, registro os pontos positivos na Itália e que sejam inspirações para aplicação em todos os cantos do mundo, incluindo nosso país.


Espero que quando forem produzidos ou importados contenham blindagens contra violações.


Juntos Salvamos Vidas!



16 views0 comments

Recent Posts

See All