• Thyrso Guilarducci

Os Pilares do ONSV

Updated: Oct 25

3 - Estudos e Pesquisas: IRIS e SOMA



Prosseguindo no tema sobre os Pilares do ONSV, comento uma das muitas significantes ações do Observatório que é a do Estudo e Pesquisas. Assim como comentei sobre a elevada importância do Programa Educa, as estatísticas não são menos importantes, pois através dos dados obtidos é que a sociedade e a Administração Pública pode desencadear projetos e processos que venham a mitigar os flagelos resultantes dos sinistros de trânsito.


Essa ferramenta possui dados estatísticos obtidos integralmente das fontes oficiais do Governo, seja Federal, estadual ou municipal.


Denominado IRIS, está catalogado para cada Estado separadamente e uma opção BRASIL que reúne a somatória das 27 UFs e o SOMA que é aplicada à cada município do país inteiro que são mais de 5.500 deles.


O acesso ao IRIS é franqueado a qualquer interessado através do portal do ONSV e o SOMA através de uma senha. A atualização é baseada nas próprias revisões feitas através de cada organismo detentor. Dentre as fontes de pesquisas, podemos citar o IBGE, DATASUS, DPVAT, PRF, DER, DETRAN, CNT, etc.


O ONSV prima pela fidelidade dos dados apresentados e nunca age por “achismos” ou valores inconsistentes. Uma situação que deve ser considerada é que esses dados são captados por “mineralização” ou seja, cada organismo possui a respectiva fonte dos dados que pode possuir especificações dos dados estatísticos que envolvem acidentes e vítimas de acidentes não apenas de trânsito (pedestres e veículos) mas alcançam acidentes aéreos, ferroviários, fluvial ou marítimo.


Cabe ao ONSV fazer essa análise detalhada antes de simplesmente adicionar numa base única, o que tornariam inverídicas as métricas demonstradas. Nas palavras do Presidente do ONSV essa particularidade exige uma força tarefa gigantesca e com envolvimento de especialistas em gestão de estatísticas.


Além dos conteúdos, as mídias são diversificadas, podendo ser apresentadas em Word, Excel, PDF, entre outros. Transformar esses dados para alimentar o banco de dados do ONSV é realmente uma tarefa árdua e minuciosa.


Isso proporciona segurança para que as Universidades, o poder público, estudantes, imprensa e interessados obtenham acesso a dados fidedignos para dali surgirem ações com base em fatos e não em dados inconsistentes.


O IRIS e o SOMA foram inspirados no Portal Oficial sobre trânsito da União Europeia para formatação e facilidade de entendimentos. Numa feliz coincidência, são muitos próximos os números de países da UE com os 26 Estados do Brasil + o DF.


O acesso ao IRIS como afirmei, é livre através do portal onsv.org.br na aba Estatística e optar pelo IRIS ou SOMA, lembrando que o SOMA é restrito.


Imagem da página do Observatório em destaque a aba ESTATÍSTICA


As opções de pesquisas são muito extensas e numa facilidade intuitiva das mais notáveis. Ao clicar no ícone Estatística, abrirá uma página com as 5 opções que são estatística, análises, artigos, metodologias e fale conosco.


Ao clicar em estatística, a página apresentará o Mapa do Brasil bastando clicar no estado desejado para se obter as informações relativas.



Por exemplo, clicando no Estado de Goiás, a página abaixo será aberta a qual poderá dispor de informações gerais, da população, a frota, rodovias, mortes e custo dos eventos fatais.



Ao clicar no item mortes, a página seguinte mostrará um quadro detalhado:



Nesse quadro, um exemplo de que GO ultrapassou a média nacional de mortes por 100 mil habitantes marcando 28,20 mortes enquanto no Brasil a média foi de 18,90 para o mesmo período (2015).


Com dados desse tipo é que os Governos Estaduais podem (e devem) aprimorar suas ações no sentido de minimizar as mortes através de medidas de engenharia, educação e fiscalização que são as estruturas da Segurança no Trânsito.


Nesse outro painel abaixo, ainda no Estado GO os indicadores populacionais por faixa etária e sexo de 2016 para que se possam avaliar as mais adequadas aplicações na mitigação dos sinistros de trânsito.



Até mesmo as condições das rodovias não ficaram de fora das análises estatísticas e também em GO, como para qualquer outro estado ou o país no total, pode-se obter uma página conforme a abaixo:


Nesse exemplo GO demonstrou o seguinte percentual qualitativo das rodovias em

em 2016 conforme a CNT


5,46 - ótimas

32,25 - boas

34,81 - regular

21,57 - ruins

5,90 - péssimas



ANÁLISES BRASILEIRAS


Tomando como exemplo o fenômeno explosivo da demanda por motocicletas, no painel Brasil pode-se obter a evolução das motos no país, que passaram de 1,8 milhões de unidade no ano 2000 para 24,3 milhões em 2016. Um crescimento de 493%.


Isso fornece elementos para que o Governo Federal determine medidas mais efetivas para a prevenção dos sinistros envolvendo esse tipo de veículos, pois são os que maiores óbitos resultam pela fragilidade do equipamento que expõe o condutor e garupa em caso de colisão e queda.


Na tela acima foi selecionada apenas a opção motocicletas.


SOMA - Sistema de Observação, Monitoramento e Ação



Dentro dos mesmos princípios, o SOMA propicia acesso dos mesmos dados dos Estados à cada município, possibilitando às autoridades e a sociedade, principalmente os prefeitos na adoção das medidas de melhorias das taxas de sinistros no trânsito em suas cidades.


Uma diferença que vale observar é a existência de atualização online chamada de Boletim de Ocorrência. Em tempo real as ocorrências registradas no município são mostradas num mapa digital e figuram ícones de prioridades de ações em determinados pontos onde se concentram as incidências de sinistros, conforme imagem abaixo.



Numa concorrência saudável, uma cidade pesquisa as "concorrentes" que demonstram menores taxas de sinistros e que podem ser referência e modelo de gestão para as demais. O uso do SOMA nesse sentido é uma ferramenta rápida, prática e acesso menos complexo.


Na imagem abaixo um quadro estatístico da cidade de São João Del Rei, MG



Conclusão

As Estatísticas oferecidas pelo Observatório Nacional de Segurança Viária são excelentes recursos para a Administração Pública determinar as Ações com vistas à mitigação dos sinistros de trânsito assim como as entidades privadas e a sociedade de modo geral movimentar-se no mesmo sentido.



“Sem dados você é apenas mais uma pessoa com uma opinião.”

“Acredito em Deus, todos os outros devem apresentar dados e fatos.”


(William Edwards Demin)


Agradeço pela leitura e muito especialmente à Lais Pereira da Silva, atuante no Marketing do ONSV pela gentileza de sua importante mensagem sobre a Segurança no Trânsito, postada logo abaixo.


Abraços


Thyrso Guilarducci

19 views1 comment

Recent Posts

See All