• Thyrso Guilarducci

As disciplinas acadêmicas

Updated: May 4

Engenharia e Segurança no Trânsito





Nesta sexta disciplina são avaliadas as metodologias e fundamentos dos aspectos de engenharia envolvidos na Segurança no Trânsito e abordam basicamente:


  • Conceitos fundamentais de engenharia de trânsito

  • Componentes e soluções sistêmicas

  • Proposições das soluções para os problemas viários

  • Metodologia para dimensionamento de demandas

  • Ferramentas globais para gerenciamento do trânsito.

O Curso possui quatro Unidades de Aprendizado conforme as sequências abaixo.


1 - Introdução a Engenharia e Segurança no Trânsito


Conceitos de trânsito, tráfego, objetivos e a participação vital da engenharia de trânsito que inclui a Segurança Viária. Essa parte inclui análises do Sistema Nacional de Trânsito, o cenário presente, as estatísticas de acidentes no país com vistas à apresentação de medidas corretivas e preventivas. Todos os Manuais de Trânsito emitidos pelo Governo Federal são objetos de análises críticas para direcionamento das Ações de mitigação dos acidentes sob os aspectos da engenharia.


2 - Planejamento Viário


Aprofundamento no histórico e desenvolvimento de cidades e centros urbanos e a aplicação do Planejamento Viário. Verificação dos conflitos entre trânsito com o meio ambiente, identificação dos polos geradores de viagens, identificação dos fluxos principais com vistas à racionalização da mobilidade.


3 - O Sistema Viário


Aqui são estudados os principais problemas do sistema viário, tais como demanda de fluxos, estacionamentos, movimentação das operações de carga e descarga, instrumentos para equacionar demandas, teorias de ondas volumétricas em rotas predominantes e causadoras de congestionamentos.


4 - Projeto Viário e Telemática Aplicada ao Trânsito


Regras gerais para formação de um Projeto Viário. Diferenças entre Vias Rurais e Vias Urbanas, conceitos e normas para execução de soluções geométricas aplicáveis, a sinalização eficiente, tecnologia dos materiais utilizados e tudo com as adequações das normas nacionais e internacionais que interferem em cada Projeto.


CONSIDERAÇÕES GERAIS


O Trânsito nas grandes cidades e conglomerados urbanos e importantes vias rurais passou a ser extremamente importantes para a movimentação do PIB local e de interconexão no país e influência no exterior pela balança comercial.


A evolução dos Portos, Aeroportos, Terminais Logísticos e Condomínios Empresariais são constantemente expandidos no país e no mundo numa taxa de crescimento muito superior à capacidade da simples manutenção do sistema viário existente no entorno desses empreendimentos.



Imagem ilustrativa: Cidade de Paris, França - fonte Pixabay



Aeroportos e portos, assim como Terminais de Cargas e de Passageiros somente são eficazes se puderem valer-se de eficientes meios de acessos sob pena de sucumbirem pelos gargalos da mobilidade deficitária.


"O mundo atual exige respostas antes das perguntas" e para isso, é necessário que a Engenharia e Segurança no Trânsito seja muito proativa e atue em sintonia com as políticas públicas para que a qualidade de vida e da economia do país não sejam afetadas negativamente por falta de mecanismos inteligentes e técnicos na mesma medida da tecnologia incessante encontrada na Inteligência Artificial.


Cabe a Engenharia de Segurança no Trânsito prover soluções de escoamento rápido, seguro e eficaz para os deslocamentos desde os pedestres até os mais complexos meios de transportes de cargas e passageiros.


Imagine a chegada de dois aviões modelo Airbus A-380 simultâneos trazendo ao mesmo tempo 900 pessoas que devem sair do aeroporto e levá-los aos centros urbanos para negócios ou turismo em cidades como o Rio de Janeiro ou São Paulo.


Sem capacidade de acessos de entrada e saída nos aeroportos cerca de 500 ou mais veículos ficarão reféns nos congestionamentos que já são altos sem esse episódio hipotético. Se fossem ao contrário, embarcando e não chegando, perderiam seus voos e ocorreriam transtornos imensos.


A Engenharia de Segurança no Trânsito deve apresentar as soluções técnicas e cabe aos poderes que detém a economia e política desempenharem as devidas execuções.


Agradeço pela leitura!


Thyrso Guilarducci

7 views0 comments

Recent Posts

See All