• Thyrso Guilarducci

ONSV

Updated: Oct 10

Detalhes sobre o Observatório Nacional de Segurança Viária



Quando eu publiquei minha aprovação como Observador Certificado junto ao ONSV Observatório Nacional de Segurança Viária, muitos leitores do Blog e amigos de modo geral me questionaram o que significa essa posição e muitos não possuem nem mesmo uma noção dos fundamentos do ONSV.


Diante dessas dúvidas e após uma breve explanação entendi que seria bastante apropriado levar aos leitores do Blog Safethy algumas informações sobre a existência do Observatório assim como o papel de cada um dos OC Observadores Certificados.


O QUE É O ONSV


O Observatório é uma instituição social sem fins lucrativos e voltada ao desenvolvimento de ações que efetivamente contribuam para a redução dos sinistros de trânsito no Brasil e em muitos países, por conseguinte, menos mortes e acidentados graves registrados.


Sua constituição é regulamentada como uma OSCIP ou seja, Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, reconhecida pelo Ministério da Justiça e atuando como um órgão de inteligência que valendo-se da educação, pesquisa, planejamento e informação, promove e executa os subsídios técnicos necessários ao convívio harmônico entre pessoas, veículos e vias.


Sua localização física é na cidade de Indaiatuba, SP na região metropolitana de Campinas, muito próxima ao Aeroporto Internacional de Viracopos.


SURGIMENTO


Em 2011 um grupo de profissionais de diversas atuações decidiram juntar-se para organizar um projeto em comum com a finalidade de reduzir as mortes e feridos no trânsito através da mobilização da sociedade.


O Observatório também atua como Organização Consultora Especial junto ao ECOSOC (Conselho Econômico e Social) da ONU (Organização das Nações Unidas) e está alinhado a seis dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável.


PILARES ESTRATÉGICOS VISÃO


Ser reconhecido pelos setores públicos, privados e sociedade como entidade referência e agente catalisador em prol de um trânsito mais seguro no Brasil e no mundo.

MISSÃO


Desenvolver e compartilhar conhecimentos técnicos e comportamentais para influenciar políticas públicas e sociais, por meio de alianças estratégicas, ações contínuas, estudos e pesquisas a fim de contribuir com a construção de um trânsito mais seguro no Brasil. VALORES


Entusiasmo, Respeito, Imparcialidade, Integridade, Transparência, Responsabilidade, Excelência.

PROJETOS E PROGRAMAS





O Programa Laço Amarelo é uma instância oferecida às diversas entidades na Administração Pública e privada, sustentando assim o direito ao uso da marca e dos benefícios incluídos cuja finalidade principal sempre é relativa à Segurança no Trânsito.


Esse Programa é objeto de uma aquisição contratual que respalda a contrapartida por oferecer direito de uso da marca em camisetas, veículos, embalagens mídias sociais, produtos e diversos meios.


O reconhecimento da adesão ao Programa é atestado por um Certificado


Recebimento de conteúdos relacionados à segurança viária


Acesso a todo material de estudos e pesquisas do Observatório


Divulgação da marca do adquirente nas mídias do Maio Amarelo, Laço Amarelo, nos órgãos de imprensa nacionais e internacionais.


Convite para participação em eventos promovidos pelo Observatório


Para os municípios Laço Amarelo, adicionalmente acesso ao SOMA que é o Sistema de Observação, Monitoramento e Ação. Uma ferramenta muito útil para o Planejamento Estratégico do município.


As categorias são três:


  • MUNICÍPIO LAÇO AMARELO - Prefeituras

  • EMPRESA LAÇO AMARELO - Iniciativa Privada

  • ENTIDADE LAÇO AMARELO - Organismos da Administração Pública em todo o Mundo, governamentais ou não.


Existem muitas vantagens em qualquer uma dessas categorias aderirem ao Programa Laço Amarelo, principalmente pelos conteúdos adquiridos e exposição muito positiva na mídia dentro dos aspectos da responsabilidade social pelos objetivos da busca por meios de redução dos sinistros de trânsito e as consequências trágicas às pessoas e bens patrimoniais.


MOVIMENTO MAIO AMARELO


O Movimento MAIO AMARELO foi criado no mês de maio de 2011, coincidindo com o mesmo mês e ano em que a ONU decretou a década para redução das mortes e feridos no trânsito, seguindo as Recomendações da 1ª Conferência Ministerial Global sobre Segurança Viária, realizada em Moscou, na Rússia, em novembro de 2009.


É um movimento internacional de conscientização para redução de acidentes de trânsito. O trânsito deve ser seguro para todos em qualquer situação.


A exemplo do Outubro Rosa, do Novembro Azul, o MAIO AMARELO foi uma criação do ONSV e aberto livremente ao mundo por domínio público cujas campanhas alcançaram rigorosamente todos os Estados Brasileiros e dezenas de países em diversos continentes.


Movimentos em prol de um trânsito mas seguro motivaram a sociedade em diversas manifestações pelo mundo na expectativa de que menos pessoas percam suas vidas ou fiquem com sequelas pelos flagelos de sinistros no trânsito.


Imagem / crédito ONSV do vídeo de treinamento sobre a Instituição

Na imagem acima uma das grandes repercussões do Maio Amarelo na cidade de Manaus, Amazonas.


OBSERVATÓRIO ACADEMY


O OBSERVATÓRIO ACADEMY é um Ecossistema de Aprendizagem que conecta especialistas, empresas, instituições, estudantes e cidadãos entusiastas do universo da mobilidade humana sustentável e segura.


Por meio de cursos, palestras, treinamentos, estudos e pesquisas, nos formatos presencial, remoto ou Ensino à Distância (EAD) essa modalidade de inserção social é apresentada.


Dessa forma fomentar a produção de conteúdos e conhecimentos relacionados à Segurança Viária e a Mobilidade Humana desenvolvidos por profissionais altamente capacitados e contribuir com a formação dos profissionais do trânsito, a melhoria da segurança nas empresas, nos municípios e, consequentemente, com a redução da mortalidade no trânsito do nosso país.


Alguns dos cursos oferecidos


  • Estatística - Como entender e fazer estatística de acidentes (sinistros) de trânsito;

  • Motociclismo - Técnicas de Moto Habilidade para Agentes de Trânsito;

  • Logística e Frota - A importância da telemetria para a Segurança Viária e Gestão de Frota.

  • Segurança - Prevenção ao Tombamento (caminhões e veículos operacionais)

Palestras Educação


  • Campanhas Educativas de Trânsito: uma Metodologia de Classificação

  • Como Desenvolver Campanhas Educativas de Trânsito mas Eficazes

  • Educando Crianças para o Trânsito

  • Educação de Trânsito para Segurança Viária

  • Legislação Pertinente à Educação para o Trânsito, Comportamento Humano, Ética e Moral no Trânsito.

  • Educação para o Trânsito e Consciência

  • Educação Remota em Tempos de Pandemia : o trânsito não para

  • Semáforo em Trânsito: Pare, Espere e Siga essa Ideia

Palestras Segurança

  • Trânsito e a Síndrome do Incrível Hulk

  • Condução Econômica e Segura

  • Prevenção ao Tombamento

  • Trânsito: Resgate do Conhecimento e Comportamento Seguro

  • Direção Preventiva: Reflexões sobre o Trânsito

  • Álcool, Drogas, Sono e Direção

  • Direção Defensiva para um Comportamento Seguro no Trânsito

  • CNH Segurança e Oportunidades para os Jovens

  • Direção Defensiva: História e Importância

  • Direção Proativa para Condutores de Veículos Motorizados

  • Pandemia Chamada Trânsito: Qual o meu Papel nessa Causa?

  • As Três Regras de Ouro que Salvam Vidas no Trânsito

  • Dados Estatísticos e Legislação de Trânsito na Prevenção de Acidentes

  • Segurança em Transportes

  • Reflexões Sobre Segurança no Trânsito

  • Segurança no Trânsito e Prevenções de Sinistros Viários

Palestras Direito no Trânsito

  • Código de Trânsito Brasileiro e a Segurança Viária

  • Processo Administrativo de Multa de Trânsito

Palestras Mobilidade

  • Planos Municipais de Mobilidade Urbana

  • Mobilidade Inteligente: Conceitos, Desafios e Possibilidades.

Palestras Saúde

  • Cuidando da Saúde Psíquica dos Agentes de Trânsito

  • Desmistificando a Psicologia do Trânsito

  • Prejuízos Laborais e Empresariais Ligados aos Acidentes (Sinistros) de Trânsito

  • Inteligência Emocional no Trânsito

Palestras Logística e Frota

  • A importância da Telemetria para a Segurança Viária e Gestão de Frota

  • Tecnologias Embarcadas

Estudos e Pesquisas


  • Desempenho Brasileiro na Década de Ação pela Segurança no Trânsito

  • Simulador de Direção

  • ABS E AIRBAG

  • Formação de Condutores

  • Dirigibilidade

  • Iluminação automotiva

  • Extintores veiculares

  • Moto mais segura

  • Contribuições do Observatório ao PNATRANS

  • Mulheres e a Segurança Viária

  • Manutenção preventiva e corretiva

  • Estudo de sistemas de retenção infantil (SRI) - ISOFIX


PROJETOS FUNDAMENTAIS

Imagem: crédito ONSV / Portal www.onsv.org.br


EDUCA


Um projeto didático inédito , que contempla o Ensino Fundamental I e II.


Com temas transversais que podem ser abordados em sala de aula, neste ou nos próximos anos letivos. O Programa EDUCA, está pronto para oferecer uma abordagem cada vez mais crítica ao importante tema de Educação para o Trânsito, sempre com o objetivo maior de preservar vidas.


Com um conteúdo alicerçado na legislação brasileira e totalmente alinhado com a Base Nacional Comum Curricular da Educação – BNCC , o OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária – ONSV disponibiliza conteúdos que contemplam o Ensino Fundamental para formar cidadãos que contribuam com uma melhoria continua e um transitar mais seguro, reduzindo o número de acidentes no país.


O Programa EDUCA faz uma abordagem crítica de temas transversais como Saúde, Meio Ambiente, Ética e Cidadania, nas diversas áreas de conhecimento , focado na mobilidade urbana. O Projeto de livros didáticos contempla do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental, incluem manual do professor com todas orientações de uso e foram aprovados pelo Contran (Conselho Nacional de Trânsito) e pelo Denatran (Departamento Nacional de Trânsito).


As atividades propostas no Programa EDUCA são apresentadas com carga horária adequada à sua completa utilização. Apresenta ainda o Manual de Referencial Teórico, facilitando sobremodo a capacitação dos professores.


RODOVIAS QUE PERDOAM




Trata-se de uma envergadura de grandes proporções O diretor presidente do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária. José Aurelio Ramalho pode mostrar um histórico de todo o trabalho, que teve início em setembro de 2019, quando da realização do 1º Seminário de Mobilidade Humana, Segura e Sustentável, em Brasília.


Na ocasião, empresas, entidades e órgãos públicos assumiram o compromisso de integrar os seis núcleos de estudos que teriam início ainda naquele ano.

Dentro da parceria já existente entre o OBSERVATÓRIO e a UFPR (Universidade Federal do Paraná), o trabalho foi coordenado pelo Prof. Dr. Tiago Bastos, da UFPR e membro do Núcleo de Infraestrutura do OBSERVATÓRIO com apoio e interlocução do Diretor de Assuntos Estratégicos do OBSERVATÓRIO, Jamil Megid Júnior.


Cerca de 40 técnicos de 60 instituições, se debruçaram em ideias e soluções para que pudessem ser adotadas nas rodovias brasileiras.

Durante o seminário, Tiago pode também apresentar as nove metas de segurança viária a serem adotadas por todos os órgãos públicos para trazer mais segurança viária “onde o usuário perceba o risco de acidente, e mude o seu comportamento” durante as viagens, explicou o professor da UFPR.


Outro ponto destacado pelo coordenador do trabalho foi de que, o estudo apresenta uma abordagem completa incluindo soluções de baixo custo e também de rápida adoção.

Outro integrante do grupo de estudo, Frederico Rodrigues, diretor da empresa Imtraff e também integrante do Núcleo de Infraestrutura do OBSERVATÓRIO, também pode fazer uma apresentação de ideias práticas, mostrando exemplos que, se adotadas, podem reduzir em até 25 mil óbitos e feridos graves no prazo de um ano.


Megid, que participou do evento, diretamente de Brasília, na sede do Minfra, afirmou que a criação de um anexo específico de Segurança Viária, nos contratos de concessão das rodovias brasileiras é um grande avanço. Isso já pode ser incluída nos novos contratos de concessão das rodovias do estado do Paraná, que estão em fase de audiências públicas.


A Denominação RODOVIAS QUE PERDOAM pode sugerir algo estranho numa primeira análise, porém trata-se de uma filosofia internacional de engenharia viária de proteção à vida com a aplicação de mecanismos e dispositivos que contribuam para a minimização dos efeitos de alguma manobra imprevista ou um veículo desgovernado.


Sonorizadores, defensas, áreas de escape, sinalizações, qualidade dos pavimentos, entre muitos outros recursos técnicos são artifícios que ajudam a preservar vidas!


ESTATÍSTICAS NO ONSV



O Observatório disponibiliza o IRIS, o Portal de Estatísticas do Observatório.


Metodologia


Nesta seção encontra-se detalhada toda a metodologia utilizada pelo Observatório Nacional de Segurança Viária para a obtenção dos números exatos divulgados.

O trabalho com dados estatísticos é a única maneira de se conhecer de fato a realidade dos acidentes (sinistros) de trânsito do Brasil.


É justamente por esse motivo que o Observatório preza pela qualidade de sua metodologia estatística, sobretudo pela sua transparência, divulgando-a para o público aqui nesta seção. Inspirado no modelo da União Europeia, descomplicando melhor a utilização pelos mapas interativos, entre outras facilidades e exatidões.


As Fontes Estatísticas provém de bases sólidas, conforme algumas listadas abaixo, porém a consistência de diversas delas e em base de dados nem sempre compatíveis, exige do Observatório uma complexa demanda com o cruzamento desses arquivos, decodificando cada um deles para entrega de um resultado dos mais confiáveis no país.

Fontes e Tipos de Dados


  • IBGE - População, Socioeconomia, PIB

  • PNUD/IPEA/FJP - IDH

  • CNES / DATASUS - Fonte dos dados de leitos

  • CNES - Dados de mortes através do DATASUS

  • SENATRAN - Dados de Frota

  • CNT - Dados sobre as Rodovias

  • SIM/DATASUS - Dados de mortalidade

  • CID 10 - Códigos utilizados pelo IRIS

O acesso às Estatísticas é franqueado a qualquer usuário através do portal do ONSV.


Imagem: crédito ONSV/Portal


Essa modalidade de estatística é mais ampla e oferece maiores recursos didáticos e abrangência para estudos mais profundos e analíticos. O acesso é restrito aos credenciados contratualmente ou que atuem no ONSV como Observador, por exemplo.


MANTENEDORES


O Observatório por ser uma OSCIP, não possui conotação comercial, pois são vedadas por estatuto as receitas por lucratividade. Desse modo, todas as despesas para execução dos diversos Programas e Projetos advém dos valores investidos por entidades apoiadoras dentro de um leque de opções.


Toda a contabilidade e gestão financeira é minuciosamente realizada e aberta como Prestação de Contas satisfazendo assim às exigências legais e tributárias que se fazem necessárias.


Graças e inúmeras empresas apoiadoras desde as pequenas escalas até uma conta mais expressiva é que juntas possibilitam a existência do ONSV.


OS OBSERVADORES CERTIFICADOS


Os Observadores Certificados são pessoas qualificadas e obrigatoriamente ligadas à alguma atividade voltada ao Trânsito, direta ou indiretamente. Todas elas possuem formação superior, preferentemente com pós graduação ou doutorado em áreas que reflitam interesses no desenvolvimento de Projetos e Ações para a Segurança no Trânsito.


Atualmente mais de 300 pessoas compõe a Equipe de OC Observadores Certificados e possuem suas bases ao longo das 27 Unidades da Federação do Brasil.


Para que sejam admitidas, são submetidas inicialmente a uma candidatura na qual são analisadas suas qualificações profissionais e acadêmicas, além dos documentos pessoais, residência e dados complementares.


Após esse estágio, inicia-se um curso de aproximadamente 3 meses com o acompanhamento do Observatório em cada desempenho das Atividades. O teste final é uma atividade conclusiva que perfaz uma análise de todo o desempenho pela coordenação do ONSV para a devida aprovação.


PAPEL DO OBSERVADOR


Um Observador/a aprovado/a é catalogado conforme suas especialidades, capacidades e histórico de atuações. Conforme as demandas do Observatório, a Coordenação elege o Observador/a mais adequado/a considerando aspectos técnicos, geográficos, deslocamentos e custos com viagens.


O Observador/a é um representante que presta entrevistas, faz palestras, participa de eventos, dialoga com a imprensa, participa de reuniões com autoridades, enfim, veste literalmente a camiseta do Observatório rigorosamente dentro das regras de conduta, ética e comportamento disciplinar.


Orgulho ao representar uma Instituição de muito valor e credibilidade!


CONCLUSÃO


O que comento neste Blog é apenas uma amostra das inúmeras Ações desenvolvidas pelo Observatório e estão disponibilizadas no Portal:


www.onsv.br


Visite o site, conheça o quanto significa a atuação do Observatório Nacional de Segurança no Trânsito.


As Vidas Agradecem


Agradeço pela leitura e especialmente à JACKELINE SANTOS, Especialista em Gestão, Legislação e Direito de Trânsito na cidade de Ilhéus, Bahia, que é também OBSERVADORA CERTIFICADA na Terceira Turma do ONSV pela gentileza de sua mensagem abordando a Segurança no Trânsito, postada abaixo.



Um forte abraço


Thyrso Guilarducci



36 views0 comments

Recent Posts

See All